Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

mitos do ginásio...vou acabar com eles...

por @sergiomspaulo, em 24.09.15

...perguntas e mais perguntas, mitos e mais mitos...o porquê?

...simples, má informação, falta de profissionalismo dos promotores de saúde, desinteresse pelos clientes, e desrespeito pela profissão...eheheh...hoje estou numa de rebentar com tudo e todos, mas não estou mal com a vida, ok!...só quero mesmo acabar com alguns mitos criados à volta da minha profissão que prezo muito...

...então vamos lá...

...quero muito abdominais, mas não consigo "traçar" a barriga, e porquê?, faço tantos abdominais!...mas quem é que lhe disse que fazer muitos abdominais "traça" a barriga?...o instrutor do ginásio, pois é, enganou-o...esse rapazinho não percebe nada disso...

...o abdominal é um músculo como qualquer outro, se for muito estimulado ele aumenta é certo, no entanto o que acontece é que se dá um aumento do perímetro abdominal. mas o que se quer com a dita “perda da barriga” é a diminuição do mesmo, que se consegue através da ativação do Abdominal Transverso,

 

e diminuição da gordura localizada, ou seja esta tem de ter valores inferiores ou iguais a 10%, desenganem-se aqueles que fazem 1000 abdominais, e que pensam que vão traçar a barriga...

 

...quem é que disse que 3x20 (tonifica) e 3x15 (aumenta), eheheh, esta para mim é linda, o pessoal agarrou-se a protocolos de 19 e troca o passo, e não evolui, culpa de quem, dos ditos instrutores de ginásio, que se fixaram, nestas séries e repetições, vejam os novos conceitos de treino, e vejam os corpos, tonificados e traçados...sem recorrerem a estes "protocolos" estabelecidos, só há uma coisa que eu acho que é o que é e que não tem muito por onde evoluir é a matemática ( esse grande tendão de aquiles), tudo o resto amigos, evolui...então em treino..upa upa...

 

...muito tempo de cardio, aumenta a minha performance? certo, aumenta mas também retira outras coisas, como por exemplo a massa magra, pois é queima as 2 ou seja as 3, passo a explicar, queima a massa gorda, massa magra e a massa que gastamos no ginásio (€), amigos o tempo de treino que dedicamos diariamente não tem relação direta com os resultados que vamos ter, estes até podem ir no sentido inverso ao nosso objetivo geral... um treino longo, pode levar o corpo a produzir cortisol (hormona catabólica) que destrói os músculos em vez de os estimular logo e 100rodeios este efeito pode ser contraproducente para os resultados esperados por nós em relação ao processo de treino...ok, posso correr uma hora? poder pode, mas qual é o objetivo?, percebem.

 

...este mito vem ao encontro do outro... Quando treino, transformo a gordura em músculo? era bom era, mas qualquer não cabia nas portas com tanto músculo,  eheheh...
...pessoal, vamos lá ver uma coisa...o massa muscular (tecido muscular) e a massa gorda ( tecido adiposo) não são mutáveis um no outro...

...dependendo do treino/protocolo aplicado a única relação entre eles e que pode acontecer é a diminuição da gordura e o aumento da massa muscular, com o estímulo certo, claro..., existem mesmo protocolos que bem aplicados podem promover dois processos em simultâneo.

 

 ...sou mulher e não quero ficar com um corpo muito masculino, ok? 
...é claro que sim, vai parecer o "rambo" lá do sitio, eheheh... desenganem-se disso, as senhoras produzem entre 10 a 30 vezes menos testoesterona (hormona anabolizante) que um homem e mesmo alguns homens que treinam bastante, têm alguma dificuldade para ganhar massa muscular. Posto isto, pode treinar à vontade, sem ter o risco de ficar com os braços de camionista...

 

 ...o meu filho quer começar a treinar, vai afetar o seu crescimento?
...o crescimento ósseo, não é de todo afetado, por qualquer tipo de trabalho muscular, correr, saltar, brincar, é trabalho muscular e eles crescem ou não?... só mesmo em caso extremos, como um impacto violento por exemplo, ou uma doença crónica, é que o crescimento ósseo pode ser afetado, caso contrário, existem estudos que indicam exatamente o contrario, um trabalho muscular orientado e adaptado à idade e performance da criança, é considerado um ótimo aliado para o crescimento ósseo.

 

...treino, treino e nunca tenho dores musculares?...ainda bem, é suposto o treino não promover dores musculares, mas ainda assim estes sintomas aparecem, em quem passa de estado sedentário, para o estado ativo, ou quando alteramos hábitos e rotinas diárias de treino, no entanto se persistirem, não será bom sinal, podem ser um indicador de excesso de intensidade de treino, com o treino indicado e eficiente, estas dores musculares tendem a desaparecer...logo sentir dores musculares é ótimo, mas não sentir também é bom...não sei se me faço entender...

 

...passo 2 horas no ginásio, e resultados, nada!
...quem é que disse que quantidade é qualidade, o tempo que despendemos no treino não é diretamente proporcional aos resultados, treinos intensos e com baixo volume, são os mais eficazes, são adaptáveis aos vários perfis de cliente de ginásio, e os resultados, aparecem, mais rapidamente...se treinarmos para além de um certo volume, inicia-se no nosso corpo um processo de produção de cortisol (hormona catabólica) que destrói os músculos em vez de os estimular...o que acontece, é que em vez de aumentar-mos massa muscular, e diminuir massa gorda, o processo não chega aos resultados esperados...o efeito é completamente o oposto do que desejava-mos...mais uma para aqueles que passam 2 horas em ginásio, a pensar que treinam... 

 

...aquele rapazola é mesmo "grande", deve levantar muito peso!
..quem olhar para mim, diz que só levanto  pesos de 5kg, pois tenho 60kg e 10% de massa magra, no entanto consigo "pegar" cargas elevadas,mas não é de todo o meu intuito, o meu treino é funcional e equilibrado...pessoal a força tem relação direta com o sistema nervoso central, o treino tem de ser focado e direccionado para esse intuito... o senhor "grande" do ginásio por ter um grande volume muscular não quer dizer que tenha mais força, do que o outro "pequenote"... (só uma dica, suplementação indevida, será que ele é grande por isso, então eu não quero de todo)

 

...tenho um treino há muito tempo, como tenho resultados, porque é que vou mudar?
...pela mesma razão, que não devemos entrar em rotinas no nosso dia, porque se isso acontecer não evoluímos, todos os dias, mas todos os dias, os meus clientes têm um treino diferente, e só assim evoluem...já disse em posts anteriores, somos um animal de hábitos, para o bom e para o mau...o corpo humano adapta-se com alguma facilidade aos estímulos solicitados e isso faz com que os resultados apareçam, mas pela mesma essa razão, é necessário variar a solicitação, protocolo, intensidade e volumes de treino, só assim conseguimos evoluir, e ter novas adaptações.

 

...o meu treino baseia-se no cardio, não gosto da parte muscular, será que os meus músculos desaparecem?

...desaparecem, é melhor por um chip, para depois os encontrar, eheheh... por favor, claro que não, é óbvio que afeta, mas se esse cardio, não tiver um volume grande e se for combinado com um plano de treino intervalado, com treino funcional, por exemplo, os benefícios a nível muscular e cardiovascular são muitos. 
...os treinos intervalados de curta duração podem apoiar os sistemas anabólicos, melhorando-os e adaptando o nosso corpo ás solicitações diárias.

 

...pedi ao meu personal trainer, para me ajudar, quero "tranquar" os músculos dos membros superiores (braços) é só gordura.. quero poder dizer adeus, sem abanar tudo!
...se o seu personal trainer, focalizou treino só nos braços, para perder a gordura localizada, está a anos luz do que é o processo de treino... exercícios específicos e localizados num grupo muscular não recorrem à gordura localizada, o nosso corpo é uma máquina tão inteligente, assim fossem todos os profissionais de saúde/personal trainers, que utiliza a gordura como um armazém de energia que só recorre em caso de necessidade...logo primeiro que tudo é necessário esgotar as reservas de açúcar, após o esgotamento desse stock , o nosso "corpinho", solicita energia , este vai busca-lo não só ao armazém da gordura, mas uma grande parte sim...posso estar a treinar dorsal e perder gordura abdominal, tudo vai da intensidade aplicada no treino e do stock gasto, e ao mesmo tempo do recrutamento do que está armazenado...

 

...vou começar a treinar em jejum, para perder peso!
a única coisa que vai perder é sanidade mental...eheh, até perde, é obvio, se as nossas reservas de  glicogénio (açucares)  estão baixas, é claro que mais rapidamente recrutamos e estimulamos a dita “queima” de gordura, mas o processo, não vale de todo as consequências graves que podem advir desta atrocidade...vejam só o nosso cérebro, por exemplo, só consome açúcar, se estiver em débito, vamos obrigar o nosso corpinho a  produzir corpos cetônicos são três substâncias solúveis em água que são produtos derivados da quebra dos ácidos graxos, a quebra ocorre no fígado. são usados como fonte de energia no coração, no cérebro e no tecido muscular) pergunto eu, será necessário, corrermos riscos, quando existem inúmeras opções de treino que nos trazem benefícios maiores, sem  riscos para a saúde?

 

...vou enrolar película aderente à volta da barriga e usar 2 casacos, quero emagrecer!

...não o que você quer é sujar roupa, isso sim..
...por utilizar mais roupa só vai gerar desconforto no seu corpo, ao mesmo tempo que dificulta a tarefa do corpo em regular a temperatura geral,não sei se sabem, mas a maneira que o nosso corpo tem para baixar a temperatura corporal, é transpirando, uns mais outros menos, mas isso já é outra questão... é certo que transpiramos, muito mais com mais roupa, mas isso não é nada mais nada menos do que um sinal de desidratação que é reposto assim que ingerirmos líquidos., mas para aquilo que todos queremos, que é eliminar massa gorda, todos estes "fenómenos", são de todo ineficazes, pode até ser considerado prejudicial, pois pode causar uma baixa da performance por desidratação...poupem-me com mitos da treta, a sério...

 

...sou idoso, mas eu não me considero, posso ir para o ginásio, seguro de que me faz bem?
...é certo e sabido que ao longo dos anos, e a partir dos "enta", vamos perdendo 3% de massa muscular a cada ano, a este fenómeno dá-se o nome de sarcopénia (perda de massa muscular) e ao mesmo tempo avançamos para um estado de osteopénia (perda de massa óssea), estas situações aparecem com a idade, mas é certo também, que nós profissionais da saúde podemos ajudar a evitar e melhorar estes processos, com treino adaptado e direccionado, ao mesmo tempo que podemos ter ganhos a nível físico, o mesmo se pode dizer a nível intelectual, a perda dos reflexos e a lentidão no tempo de reacção é inevitável...estas situações podem ser minimizadas com estímulos e solicitações do sistema nervoso, isto tudo claro está através de treino especifico.

...concluo este post, com a certeza que ajudei algumas pessoas, principalmente colegas de profissão, vamos ler/estudar, fazer "upgrades"e ajudar pessoas, não vendam serviços, vendam conhecimento, trabalhem com profissionalismo, só vão ter a ganhar...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

evolução.jpg

Olá mais uma vez, cá estou eu para lançar mais uma polémica e desvendar 100rodeios, mais um mito, que confronto diariamente no ginásio...vejamos o cenário, avaliação inicial...então depois do despiste normal, fatores de risco, limitações, fatores heriditarios, medição P.A:, %mg, %mm, peso corporal...a minha pergunta fulcral, da qual tou só à espera daquela resposta, para depois lançar o pânico 100rodeios...qual o seu objetivo principal?...entre muitos acabar com esta barriguinha e fazer muitos abdominais...pronto estourou...bomba...os abdominais não aparecem por fazer muitas repetições ou por os fazer...temos de fazer muito trabalho cardiovascular e trabalhar em frequências cardíacas certas para atingirmos valores de queima de massa gorda...resposta pronta do cliente o quê?...é o primeiro instrutor de ginásio que ouço a dizer isso...muito bem, respondo eu...pois por eu não ser instrutor de ginásio é que posso afirmar isso mesmo...sou um profissional da saúde, aqui reside a grande diferença...que se preocupa em desmitificar, mitos enraizados há anos...o trabalho abdominal começa no frigorifico, estendendo-se para a mesa de refeições, hábitos diários de combate ao sedentarismo, e uma coisa muito importante, sair da zona de conforto em treino, fazer trabalho intervalado intenso, priveligiando a qualidade do mesmo e não propriamente a quantidade, falo em relação a volume de treino...

Já ouviram falar do treino intervalado de alta intensidade (HIIT)?...pois é meus amigos...estão preparados, mesmo que não estejam, nós profissionais da saúde conseguimos adaptar este método a qualquer realidade e pessoa...há pois é, afirmo isto 100rodeios...este treino HIIT vem do inglês (High Intensity Interval Training)...combina curtos períodos de exercício intenso, com curtos períodos de descanso ativo, que é isso? são exercícios menos intensos, que servem de transição, assim o nosso tempo de treino, é sempre de tempo útil de treino...boa...então não paro?, perguntam vocês...não respondo eu, não vieram cá para treinar!! aqui está a diferença de quem vem ao ginásio e quem vem treinar ao ginásio...é por isto que eu luto diariamente...e tento mostrar o beneficio de treinar pouco tempo, mas realmente treinar e alcançar rapidamente objetivos mensuráveis para cada situação especifica...aqui está a grande diferença em termos de perceção, do instrutor para o profissional da saúde...venha quem vier defenderei...que muito poucos são profissionais na sua área e os que são terão este tipo de ideologia, porquê?

Porque acompanharam a evolução do treino e dos seus princípios, por isso afirmo 100rodeios é mais eficaz um treino intervalado intenso do que um treino extenso e monótono, solicitações diárias diferentes, colocam as pessoas aptas para as exigências do dia a dia...não fossemos nós um todo...então vamos treinar de igual forma...solicitando todos os grupos musculares, bem como todas as capacidades fisicas que todos nós conhecemos, privilegiando sempre uma coisa muito importante alcançar os nossos limites mensuráveis, com a certeza porém...que no dia seguinte o limite já está mais alto concerteza...

O treino intervalado intenso... foi criado para ser um dos melhores protocolos de exercício para perda de gordura...o quê? ando enganado há anos...pois é meus caros...horas e horas gastas no ginásio com o treino enfadonho do tal instrutor de ginásio que me mandava no inicio do treino 20m para uma passadeira...fazer sei lá o quê e depois me dizia para fazer treino por grupos musculares...sentar-me em todas as máquinas do ginásio (passei o dia sentando,minha gente, vou me sentar mais 1h?), fazer 3x15 em cada máquina e esperar 45s entre cada série...no final tinha treinado 1h30 e de tempo útil tinha para ai 20m...o que é isto? pergunto eu 100rodeios, alguém se está a rever...pois é meus caros...chega de enganar...treinem, mas treinem forte, com qualidade e saindo da vossa zona de conforto...

agora vamos fazer abdominais...querem ver? BOMBA...

Fazendo treino intervalado pode criar um ambiente metabólico que estimula uma maior libertação proporcional de gordura abdominal, conseguindo ainda perder gordura de vários zonas do corpo,  mas decididamente uma proporção maior será sem dúvida a queima de gordura abdominal...e esta hem!!!

Esta 100 rodeios agora é em modo de conclusão...

O excesso de consumo de oxigénio pós-exercício (EPOC) é o efeito causado pelo aumento de oxigénio que seu corpo usa após um treino intenso para compensar o débito de oxigénio a que o seu corpo foi exposto.

Sendo assim o seu corpo usa o oxigénio para voltar para a “homeostase”(estado de equilíbrio do corpo). Isso significa que ele usa mais calorias para realizar tarefas como a recuperação muscular.

EPOC é mais conhecido como o efeito Afterburn, que é o processo de queima de calorias extras por muito tempo após o treino é longo...queimamos gorduras mesmo depois do banho e melhor esta queima pode chegar até 24h depois...não é brutal...eheheh

Ao comparar treinos intervalados de alta intensidade com exercícios de baixa intensidade, a intensidade do exercício afeta positivamente tanto a magnitude quanto a duração do EPOC. Em outras palavras, quanto maior for a sua intensidade, maior será o efeito afterburn...agora que tem a chave para ter um abdominal "traçado"...o que é que tem a fazer...ginásio, procurar um profissional da saúde e pedir-lhe treinos intensos, eficazes e mensuráveis, para aumentar a sua performance, melhorar a sua auto-estima e acima de tudo acreditar que é capaz de tudo...mesmo tudo...mais uma dica 100rodeios...contribuindo para a destruição de mitos...

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Agosto 2018

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Posts mais comentados


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Links

  •