Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


mitos do ginásio...vou acabar com eles...

por @sergiomspaulo, em 24.09.15

...perguntas e mais perguntas, mitos e mais mitos...o porquê?

...simples, má informação, falta de profissionalismo dos promotores de saúde, desinteresse pelos clientes, e desrespeito pela profissão...eheheh...hoje estou numa de rebentar com tudo e todos, mas não estou mal com a vida, ok!...só quero mesmo acabar com alguns mitos criados à volta da minha profissão que prezo muito...

...então vamos lá...

...quero muito abdominais, mas não consigo "traçar" a barriga, e porquê?, faço tantos abdominais!...mas quem é que lhe disse que fazer muitos abdominais "traça" a barriga?...o instrutor do ginásio, pois é, enganou-o...esse rapazinho não percebe nada disso...

...o abdominal é um músculo como qualquer outro, se for muito estimulado ele aumenta é certo, no entanto o que acontece é que se dá um aumento do perímetro abdominal. mas o que se quer com a dita “perda da barriga” é a diminuição do mesmo, que se consegue através da ativação do Abdominal Transverso,

 

e diminuição da gordura localizada, ou seja esta tem de ter valores inferiores ou iguais a 10%, desenganem-se aqueles que fazem 1000 abdominais, e que pensam que vão traçar a barriga...

 

...quem é que disse que 3x20 (tonifica) e 3x15 (aumenta), eheheh, esta para mim é linda, o pessoal agarrou-se a protocolos de 19 e troca o passo, e não evolui, culpa de quem, dos ditos instrutores de ginásio, que se fixaram, nestas séries e repetições, vejam os novos conceitos de treino, e vejam os corpos, tonificados e traçados...sem recorrerem a estes "protocolos" estabelecidos, só há uma coisa que eu acho que é o que é e que não tem muito por onde evoluir é a matemática ( esse grande tendão de aquiles), tudo o resto amigos, evolui...então em treino..upa upa...

 

...muito tempo de cardio, aumenta a minha performance? certo, aumenta mas também retira outras coisas, como por exemplo a massa magra, pois é queima as 2 ou seja as 3, passo a explicar, queima a massa gorda, massa magra e a massa que gastamos no ginásio (€), amigos o tempo de treino que dedicamos diariamente não tem relação direta com os resultados que vamos ter, estes até podem ir no sentido inverso ao nosso objetivo geral... um treino longo, pode levar o corpo a produzir cortisol (hormona catabólica) que destrói os músculos em vez de os estimular logo e 100rodeios este efeito pode ser contraproducente para os resultados esperados por nós em relação ao processo de treino...ok, posso correr uma hora? poder pode, mas qual é o objetivo?, percebem.

 

...este mito vem ao encontro do outro... Quando treino, transformo a gordura em músculo? era bom era, mas qualquer não cabia nas portas com tanto músculo,  eheheh...
...pessoal, vamos lá ver uma coisa...o massa muscular (tecido muscular) e a massa gorda ( tecido adiposo) não são mutáveis um no outro...

...dependendo do treino/protocolo aplicado a única relação entre eles e que pode acontecer é a diminuição da gordura e o aumento da massa muscular, com o estímulo certo, claro..., existem mesmo protocolos que bem aplicados podem promover dois processos em simultâneo.

 

 ...sou mulher e não quero ficar com um corpo muito masculino, ok? 
...é claro que sim, vai parecer o "rambo" lá do sitio, eheheh... desenganem-se disso, as senhoras produzem entre 10 a 30 vezes menos testoesterona (hormona anabolizante) que um homem e mesmo alguns homens que treinam bastante, têm alguma dificuldade para ganhar massa muscular. Posto isto, pode treinar à vontade, sem ter o risco de ficar com os braços de camionista...

 

 ...o meu filho quer começar a treinar, vai afetar o seu crescimento?
...o crescimento ósseo, não é de todo afetado, por qualquer tipo de trabalho muscular, correr, saltar, brincar, é trabalho muscular e eles crescem ou não?... só mesmo em caso extremos, como um impacto violento por exemplo, ou uma doença crónica, é que o crescimento ósseo pode ser afetado, caso contrário, existem estudos que indicam exatamente o contrario, um trabalho muscular orientado e adaptado à idade e performance da criança, é considerado um ótimo aliado para o crescimento ósseo.

 

...treino, treino e nunca tenho dores musculares?...ainda bem, é suposto o treino não promover dores musculares, mas ainda assim estes sintomas aparecem, em quem passa de estado sedentário, para o estado ativo, ou quando alteramos hábitos e rotinas diárias de treino, no entanto se persistirem, não será bom sinal, podem ser um indicador de excesso de intensidade de treino, com o treino indicado e eficiente, estas dores musculares tendem a desaparecer...logo sentir dores musculares é ótimo, mas não sentir também é bom...não sei se me faço entender...

 

...passo 2 horas no ginásio, e resultados, nada!
...quem é que disse que quantidade é qualidade, o tempo que despendemos no treino não é diretamente proporcional aos resultados, treinos intensos e com baixo volume, são os mais eficazes, são adaptáveis aos vários perfis de cliente de ginásio, e os resultados, aparecem, mais rapidamente...se treinarmos para além de um certo volume, inicia-se no nosso corpo um processo de produção de cortisol (hormona catabólica) que destrói os músculos em vez de os estimular...o que acontece, é que em vez de aumentar-mos massa muscular, e diminuir massa gorda, o processo não chega aos resultados esperados...o efeito é completamente o oposto do que desejava-mos...mais uma para aqueles que passam 2 horas em ginásio, a pensar que treinam... 

 

...aquele rapazola é mesmo "grande", deve levantar muito peso!
..quem olhar para mim, diz que só levanto  pesos de 5kg, pois tenho 60kg e 10% de massa magra, no entanto consigo "pegar" cargas elevadas,mas não é de todo o meu intuito, o meu treino é funcional e equilibrado...pessoal a força tem relação direta com o sistema nervoso central, o treino tem de ser focado e direccionado para esse intuito... o senhor "grande" do ginásio por ter um grande volume muscular não quer dizer que tenha mais força, do que o outro "pequenote"... (só uma dica, suplementação indevida, será que ele é grande por isso, então eu não quero de todo)

 

...tenho um treino há muito tempo, como tenho resultados, porque é que vou mudar?
...pela mesma razão, que não devemos entrar em rotinas no nosso dia, porque se isso acontecer não evoluímos, todos os dias, mas todos os dias, os meus clientes têm um treino diferente, e só assim evoluem...já disse em posts anteriores, somos um animal de hábitos, para o bom e para o mau...o corpo humano adapta-se com alguma facilidade aos estímulos solicitados e isso faz com que os resultados apareçam, mas pela mesma essa razão, é necessário variar a solicitação, protocolo, intensidade e volumes de treino, só assim conseguimos evoluir, e ter novas adaptações.

 

...o meu treino baseia-se no cardio, não gosto da parte muscular, será que os meus músculos desaparecem?

...desaparecem, é melhor por um chip, para depois os encontrar, eheheh... por favor, claro que não, é óbvio que afeta, mas se esse cardio, não tiver um volume grande e se for combinado com um plano de treino intervalado, com treino funcional, por exemplo, os benefícios a nível muscular e cardiovascular são muitos. 
...os treinos intervalados de curta duração podem apoiar os sistemas anabólicos, melhorando-os e adaptando o nosso corpo ás solicitações diárias.

 

...pedi ao meu personal trainer, para me ajudar, quero "tranquar" os músculos dos membros superiores (braços) é só gordura.. quero poder dizer adeus, sem abanar tudo!
...se o seu personal trainer, focalizou treino só nos braços, para perder a gordura localizada, está a anos luz do que é o processo de treino... exercícios específicos e localizados num grupo muscular não recorrem à gordura localizada, o nosso corpo é uma máquina tão inteligente, assim fossem todos os profissionais de saúde/personal trainers, que utiliza a gordura como um armazém de energia que só recorre em caso de necessidade...logo primeiro que tudo é necessário esgotar as reservas de açúcar, após o esgotamento desse stock , o nosso "corpinho", solicita energia , este vai busca-lo não só ao armazém da gordura, mas uma grande parte sim...posso estar a treinar dorsal e perder gordura abdominal, tudo vai da intensidade aplicada no treino e do stock gasto, e ao mesmo tempo do recrutamento do que está armazenado...

 

...vou começar a treinar em jejum, para perder peso!
a única coisa que vai perder é sanidade mental...eheh, até perde, é obvio, se as nossas reservas de  glicogénio (açucares)  estão baixas, é claro que mais rapidamente recrutamos e estimulamos a dita “queima” de gordura, mas o processo, não vale de todo as consequências graves que podem advir desta atrocidade...vejam só o nosso cérebro, por exemplo, só consome açúcar, se estiver em débito, vamos obrigar o nosso corpinho a  produzir corpos cetônicos são três substâncias solúveis em água que são produtos derivados da quebra dos ácidos graxos, a quebra ocorre no fígado. são usados como fonte de energia no coração, no cérebro e no tecido muscular) pergunto eu, será necessário, corrermos riscos, quando existem inúmeras opções de treino que nos trazem benefícios maiores, sem  riscos para a saúde?

 

...vou enrolar película aderente à volta da barriga e usar 2 casacos, quero emagrecer!

...não o que você quer é sujar roupa, isso sim..
...por utilizar mais roupa só vai gerar desconforto no seu corpo, ao mesmo tempo que dificulta a tarefa do corpo em regular a temperatura geral,não sei se sabem, mas a maneira que o nosso corpo tem para baixar a temperatura corporal, é transpirando, uns mais outros menos, mas isso já é outra questão... é certo que transpiramos, muito mais com mais roupa, mas isso não é nada mais nada menos do que um sinal de desidratação que é reposto assim que ingerirmos líquidos., mas para aquilo que todos queremos, que é eliminar massa gorda, todos estes "fenómenos", são de todo ineficazes, pode até ser considerado prejudicial, pois pode causar uma baixa da performance por desidratação...poupem-me com mitos da treta, a sério...

 

...sou idoso, mas eu não me considero, posso ir para o ginásio, seguro de que me faz bem?
...é certo e sabido que ao longo dos anos, e a partir dos "enta", vamos perdendo 3% de massa muscular a cada ano, a este fenómeno dá-se o nome de sarcopénia (perda de massa muscular) e ao mesmo tempo avançamos para um estado de osteopénia (perda de massa óssea), estas situações aparecem com a idade, mas é certo também, que nós profissionais da saúde podemos ajudar a evitar e melhorar estes processos, com treino adaptado e direccionado, ao mesmo tempo que podemos ter ganhos a nível físico, o mesmo se pode dizer a nível intelectual, a perda dos reflexos e a lentidão no tempo de reacção é inevitável...estas situações podem ser minimizadas com estímulos e solicitações do sistema nervoso, isto tudo claro está através de treino especifico.

...concluo este post, com a certeza que ajudei algumas pessoas, principalmente colegas de profissão, vamos ler/estudar, fazer "upgrades"e ajudar pessoas, não vendam serviços, vendam conhecimento, trabalhem com profissionalismo, só vão ter a ganhar...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


13 comentários

Imagem de perfil

De Dona Pavlova a 24.09.2015 às 14:11

Parabéns, muito bom post ;)
Imagem de perfil

De @sergiomspaulo a 24.09.2015 às 16:10

...muito obrigado pelo seu apoio, são estes comentários que me motivam a escrever mais e mais, e a desmitificar muita coisa...obrigado
Sem imagem de perfil

De Artur Pinto a 24.09.2015 às 15:28

Muito bom artigo. Adorei o humor e a forma como abordou as questões.
E sim, boa informação é importante, e começar por eliminar certos mitos é um bom ponto por onde começar.
Imagem de perfil

De @sergiomspaulo a 24.09.2015 às 16:16

...obrigado Artur...obrigado pelo seu comentário...é com humor que gosto de tratar os temas...ainda bem que consegui ajudar...continuarei a escrever 100rodeios e a desmistificar...
Sem imagem de perfil

De Mary a 24.09.2015 às 17:11

A da barriga/abdominais está muito boa!!!!
Andei anos a fazer abdominais todos os dias e a única coisa que consegui foi uma cesariana mais demorada porque o bisturi não cortava os abdominais escondidos por baixo da camada adiposa!!!
Apesar do esforço a pança esteve sempre cá e ainda tive de ouvir piadas do obstetra no bloco operatório!!!!
Imagem de perfil

De @sergiomspaulo a 24.09.2015 às 17:19

...pois é Mary, para mim é uma revolta interna, ver pessoal a matar-se não com os abdominais, mas sim com o que eu chamo "pescoçais", para quê?, para nada...treino direccionado e orientado...eficaz com foco no objetivo principal do cliente..comigo é assim...não há treinos milagrosos, há treino, não sei se me faço entender...obrigado pelo comentário...vamos continuar..boa?
Sem imagem de perfil

De João Pedro a 24.09.2015 às 18:15

Bom conteúdo mas, no entanto, permita-me deixar uma crítica construtiva. A pontuação que usa é, por norma, um descalabro. Reticências sem justificação, uso constante de letra minúscula, exagero no uso de vírgulas, etc. Dá um ar infantil ao texto e torna a leitura cansativa. Ainda assim, parabéns e obrigado!
Imagem de perfil

De @sergiomspaulo a 24.09.2015 às 21:13

Boa noite João tem razão vou deixar as reticências mas é uma forma de deixar as pessoas a pensar, contudo agradeço a crítica e prometo melhorar...sou novo na blogosfera, o blog foi criado com o principal objetivo de transmitir, verdades e desmistificar, sou sincero, não ligo muito à pontuação escrevo, o uso de minúsculas é mesmo gosto pessoal...enfim vou alterar isso garantidamente, espere pelo meu post de amanhã e verá diferenças, muito obrigado pela dica, e obrigado pelo comentário ao post, fico muito agradecido.
Sem imagem de perfil

De Margarida a 25.09.2015 às 10:50

Bom dia!

Post bem explicativo e de fácil compreensão. Já a leitura às vezes é dificultada pela pontuação e trocas de tamanhos de letras, mas tirando isso, está no bom caminho (acho!).

De experiência própria posso dizer que fui para um ginásio pra criar massa muscular, sobretudo para ajudar o trabalho de suporte dos joelhos. Após a segunda avaliação física, com 4 meses sem resultados visíveis ou fisiológicos, observei com espanto que tinha perdido massa muscular (e a massa da carteira também)! Ora, foi pior a emenda que o soneto! Sentia que os treinos longos não surtiam efeito algum e o 'no pain, no gain' do instrutor do ginásio nunca foi o meu lema. Já tenho pain suficiente das 4 lesões no joelho... Conclusão: deixei de frequentar o ginásio e agora faço treino em casa (que não sei se será o mais adequado...) usando apenas o peso do meu corpo, durante treinos curtos. Pelo menos já não tenho que aturar que devia aumentar o peso que elevava com a força das pernas (que devia ser pelo menos uns 40 kg), com o enorme risco associado de executar mal o exercício e ganhar a quinta lesão. Mais não é melhor...
Imagem de perfil

De @sergiomspaulo a 25.09.2015 às 16:46

olá Margarida, e contra essas e outras atrocidades e falta de profissionalismo, que criei estas dicas e estes posts, é frequente cometere-se erros, erros esses que põe em causa a integridade física das pessoas/clientes, cargas e mais cargas, sem beneficio, o nosso corpo suporta um peso ideal, mesmo somente com o nosso peso, e se esse estiver acima de valores normais, ele já se queixa, fará com cargas adicionais...
Pois essa mística do "no pain no gain, é muito bonito, mas benefícios poucos, pois é, é por essas e outras situações que o pessoal depois foge dos ginásios, explicar, acompanhar, e pensar que aquela pessoa que está a nosso cargo é um ser humano, com limitações e situações particulares, situações essas que têm de ser ponderadas e analisadas, antes de iniciar qualquer processo de treino.
É por isso que cada vez mais prezo a minha profissão, digo que sou pago para fazer aquilo que gosto e faço-o como se da minha família se tratasse, esta é a chave para o sucesso em qualquer profissão.
Obrigado pelas criticas construtivas, em relação à pontuação e uso de reticências e encadeamento, vou tentar melhorar.
Muito obrigado por me seguir.
Sem imagem de perfil

De Vitor Tomás a 03.10.2015 às 17:40

Excelente, do melhor que tenho lido.
Ultimamente, tenho pesquisado um pouco sobre estes assuntos, uma vez que passo 10 1 12 horas diárias sentado a uma secretária e há mais de 10 anos que não pratico exercício físico, e pretendo agora começar, pois se bem que esteja com peso ideal 182cm 72 kg) aliado a problemas de stress apareceu a hipertensão.
Dizia que pretendo começar, como o ginásio fica a cerca de 28 km, procura dicas e informações para iniciar actividade física em casa, tendo lido bastante, mas como o que acabo de aprender.
Mais uma vez e nunca é de mais EXCELENTE.
É pena a distância não permitir que usufrua do seu Profissionalismo.
Vitor
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.10.2015 às 22:45

Boa Noite Vitor , antes de mais que agradecer os elogios, servem como compensação, quer do que dedico à minha profissão, como também de reconhecimento ao que escrevo no blog, são comentários e relatos como o seu que me levam a não desistir desta luta, desmistificar, levantar o véu, quero (será q sozinho consigo?) somente acabar com as falsas dicas e informações não fundamentadas, por quem lidera processos de treino, e prescreve esses mesmos processos.
Para lhe dar algumas dicas, somente fazendo uma avaliação inicial, saber o porquê desses valores de hipertensão, a sua idade, fatores de risco, limitações ósseo/articulares, historial familiar, isto só para começar, ainda assim posso, lhe dar uma dica trocar a cadeira onde está sentado por uma fitball , vai lhe criar instabilidades, as quais o Vitor vai ter de se adaptar a nível postural, de modo a contrariar essas instabilidades, quanto ao exercício fisico , aconselhava a começar com calma, com objetivos mensuráveis, intercalar exercícios dinâmicos com estáticos, trabalho cardiovascular, não muito intenso nem com muito volume, combinar cardio no máximo 20 a 30 minutos partidos pelo treino, por exemplo 5 5*4minutos do que conseguir fazer dependendo dos recursos que tem, bicicleta é uma boa opção, corrida também, trabalhar a 65 / 70% da sua frequência cardíaca máxima, fazer exercícios de 10/20/30/40... Repetições, aqui o céu é o limite, aliado à sua capacidade de sofrer, saindo da sua zona de conforto...
Combine exercícios que fazíamos na escola primária, saltos de tesoura, saltar a corda, saltar para cima de um muro/caixa, subir e descer degraus... Enfim, tudo o que nesta fase o faça sair da uma situação sedentária, pense só nesta minha teoria, vale o que vale, e veja a importância, das horas em que não está a fazer atividade física propriamente dita.
Uma semana tem 168h se fizermos o dito exercicio físico no ginásio 5* por semana restam-nos 163h , posto isto +-3% é a percentagem semanal que dedicamos a atividade física, o que quero com isto dizer é que temos de adotar hábitos para fugir ao sedentarismo nestas 163h , andar a pé, subir escadas, deixar o carro longe dos sítios, mudar hábitos alimentares, enfim, primeiro que tudo reeducação mental, depois tudo aparece.
Estarei disponível, para mais dicas ou mesmo uma avaliação, basta me contatar , tou no mundo para ajudar.
Mais uma vez obrigado pelas suas palavras.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.12.2015 às 22:26

Bom

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D


Links

  •