Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Porque as dietas não resultam...

por @sergiomspaulo, em 30.11.15

dieta.JPG

Reeduquem-se, esse é o segredo.

Não tentem mais uma de 300 mil dietas, lembrem-se que se realmente as dietas fossem boas, só haveria uma e não milhares delas.

Comam bem, comam para viver e não vivam para comer.

Autoria e outros dados (tags, etc)

 Boa semana para todos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

#portugalfit, eu vou visitar...

por @sergiomspaulo, em 27.11.15

 

Pessoal ai está uma ótima oportunidade para ver as novidades do fitness, e realizar algumas aulas, eu não ganho nada com isso, mas convido-os a passarem por lá, é um evento brutal.

Bom fim de semana.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Black Friday, para mim um apelo ao consumismo...

por @sergiomspaulo, em 27.11.15

Pense antes de realizar as compras, é necessário?, vale a pena?, estou a precisar?, porque não gastar em coisas não materiais...

 

Fiz estas perguntas a mim mesmo e obtive respostas, não vou comprar NADA.

 

Aproveitem mas é o bom tempo e passeiem, apanhem sol, saiam de dentro dos centros comerciais.

Bom Fim de Semana...

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Quer dizer, não era má ideia, mas será que os papás iam gostar?

Pois eu assinava por baixo, achava uma excelente medida.

 

Parece algo demasiado rígido mas os professores da escola norte-americana garantem que, desde que a medida foi implementada, os alunos estão mais produtivos.

Na Escola Elementar Vallecito, na Califórnia, não há vestígios de mesas ou cadeiras, pelo menos das tradicionais, para os alunos usarem enquanto estão nas aulas.

A iniciativa, que à primeira vista pode parecer exagerada, tem como principal objetivocombater o sedentarismo, problema que afeta significativamente crianças e jovens nos Estados Unidos.

As novas mesas têm um design inovador, são mais altas do que o habitual e têm um suporte para que os estudantes possam descansar os pés quando necessitam.

Além disso, os bancos não foram totalmente excluídos e estão sempre à disposição das crianças, caso estas se cansem de estar em pé. Porém, os responsáveis pela escola dizem que os alunos já estão tão habituados a esta nova medida que quase não os usam.

“A ideia surgiu de alguns pais que estavam preocupados com o facto de os alunos passarem o dia todo sentados”, disse a diretora da escola, Tracy Smith, em declarações à BBC.

Segundo a diretora, as aulas ficaram ainda mais dinâmicas, houve um aumento na produtividade dos alunos e menos problemas relacionados com o comportamento dentro da sala de aula.

“Estas mesas dão a oportunidade de as crianças se movimentarem sem interromper a aula. Além disso, são mais saudáveis para a postura e para o sistema cardiovascular”, explicou.

Esta não é a primeira vez que se usa esta nova tendência. Várias empresas nos Estados Unidos já usam este sistema, em detrimento das mesas tradicionais, para que os seus funcionários possam trabalhar de pé.

Até a Casa Branca já anunciou que vai comprar este tipo de mesas, uma solução que poderá chegar a 700 mil dólares, cerca de 650 mil euros.

Sendo um investimento alto, nem todas as escolas do país têm capacidade financeira para suportar o custo.

Neste caso, a escola Vallecito foi ajudada pela organização StandUp Kids, que tem como principal objetivo angariar dinheiro para fornecer às escolas este material.

Alguns estudos apontam que este tipo de mesas faz com que os estudantes tenham uma melhoria de 15% nas notas e queimem cerca de 25% de calorias a mais.

Apesar de todo o contexto positivo, há alguns especialistas que ainda consideram ser preciso avaliar os efeitos destas mesas a longo prazo.

fonte: http://zap.aeiou.pt/escola-nos-eua-poe-alunos-estudar-de-pe-para-combater-sedentarismo-89635

 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Outra vez o açúcar esse malvado...

por @sergiomspaulo, em 25.11.15

A redução do consumo de açúcar, mesmo sem a redução de calorias ou perda de peso, tem o poder de reverter doenças metabólicas crónicas, incluindo níveis elevados de colesterol e pressão arterial.

Numa nova pesquisa da UC San Francisco e da Touro University California, nos EUA, crianças obesas que reduziram a ingestão de açúcar tiveram melhorias em diversos indicadores de saúde, ao fim de apenas 10 dias.

Os resultados parecem sugerir que é o próprio açúcar que prejudica a saúde, ao invés do aumento de peso associado ao consumo de alimentos açucarados.

A pesquisa foi financiada pelos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA e publicada na revista obesity

Boas notícias

Os cientistas substituíram os alimentos com adição de açúcar da dieta das crianças por outros tipos de hidratos de carbono, de forma a que o peso e a ingestão total de calorias dos participantes permanecessem iguais.

Ao fim de 10 dias, as crianças mostraram melhorias dramáticas, apesar de terem perdido pouco ou nenhum peso.

De acordo com o Robert Lustig, endocrinologista pediátrico que participou do estudo, as evidências reforçam o argumento de que as calorias não são todas iguais, e as provenientes do açúcar são particularmente susceptíveis de contribuir para adiabetes tipo 2 e outras doenças metabólicas que estão em ascensão em crianças.

“Este estudo diz que podemos transformar a saúde metabólica de uma criança em cerca de 10 dias, sem alterar calorias e sem alterar o seu peso – apenas retirando açúcares adicionados da sua dieta”, explicou. “Do ponto de vista clínico, isto é muito importante”.

O método

Os cientistas recrutaram 43 crianças entre as idades de 9 e 18 anos que eram consideradas de risco particularmente elevado para diabetes e doenças relacionadas. Todas eram negras ou hispânicas e obesas, e tinham um ou mais sintomas da síndrome metabólica, um conjunto de fatores de risco que inclui hipertensão, açúcar elevado no sangue, colesterol anormal e excesso de gordura corporal à volta da cintura.

Em média, os participantes consumiam cerca de 27% das suas calorias diárias em açúcar. O estudo reduziu esse consumo para 10%.

Os açúcares adicionados – os que aparecem em alimentos industrializados, e não o açúcar que ocorre naturalmente em alimentos como frutas – é que são os mais problemáticos. Assim, as substituições feitas pelos investigadores foram, por exemplo, pãezinhos em vez de iogurte adoçado com açúcar, petiscos de batata cozida em vez de doces e daí em diante.

Devido ao orçamento apertado, a intervenção durou apenas nove dias. No entanto, nesse curto espaço de tempo, os investigadores observaram mudanças acentuadas.

As melhorias

Em média, o colesterol LDL das crianças, o “mau”, caiu dez pontos. A pressão arterial diastólica caiu cinco pontos. Os triglicéridos, um tipo de gordura que viaja no sangue e contribui para doenças cardíacas, caiu 33 pontos. E o nível de açúcar e insulina no sangue – indicadores do risco de diabetes – melhorou marcadamente.

“Nunca vi resultados tão significativos nos nossos estudos humanos; depois de apenas nove dias de restrição de açúcar, os resultados foram dramáticos e consistentes de participante para participante. Estas implicações suportam a ideia de que é essencial que os pais avaliem a ingestão de açúcar e estejam conscientes dos efeitos na saúde das coisas que os seus filhos estão a consumir”, conclui Jean-Marc Schwarz, autor sénior do estudo.

HypeScience

fonte: http://zap.aeiou.pt/nas-criancas-o-peso-nao-e-o-problema-mas-sim-o-consumo-de-acucar-90991

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Falando da crise dos 40...

por @sergiomspaulo, em 24.11.15

 

 

Achei que devia partilhar com a comunidade...eheheh

Eu ainda estou a 2 anos, mas para lá caminho...

Crise dos 40...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

28## coaching messages, vamos ser felizes em tudo!

por @sergiomspaulo, em 24.11.15

 

Seja feliz com tudo e com todos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Sou assim porque tenho ossos largos! eheheh

por @sergiomspaulo, em 24.11.15

 

Melhor sou assim porque tenho muita massa gorda...

Prestem atenção ao que dizem e tratem de ser saudáveis, criar hábitos e estilos de vida adequado, não quer dizer que não saiam da linha saudável...mas com moderação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Porque como fruta e legumes da época...

por @sergiomspaulo, em 23.11.15

 

 

 

Simples...

 

"porque cada alimento, nasce quando faz falta a quem come"

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/5



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Calendário

Novembro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D


Links

  •